Rosie, a robô que detecta quando deputados usam mal o dinheiro público

O uso de robôs podem servir para os mais inusitados fins, como este que foi noticiado há poucos dias, o robô “Rosie” vasculha os gastos dos deputados e aplica regras para identificar quais gastos estão fora do padrão ou do bom senso, permitindo identificar absurdos como estes: notas fiscais de dezenas de pizzas em um mesmo dia, um almoço de 12 kg em um self-service a até um pedido de reembolso de quase 1.500 reais em um restaurante que serve bode assado.

“Explicamos ao robô, a essa inteligência artificial, o que é um gasto e o que seria suspeito nele. Uma nota de 400 reais em uma padaria, por exemplo, é um valor muito alto e provavelmente ilegal. Mas, se for de um restaurante do chef Alex Atala, não é ilegal, ele é apenas alto e um absurdo para um gasto público”, diz o jornalista Pedro Vilanova, de 23 anos, um dos integrantes do grupo desenvolvedor do software.

Fonte: http://brasil.elpais.com/brasil/2017/01/23/politica/1485199109_260961.html